Pragas Comuns

Baratas
Baratas

As baratas existem há 400 milhões de anos. São mais de 3.500 espécies, mas apenas um pequeno número está presente em ambientes urbanos (1%), trazendo prejuízos e transmitindo doenças. As duas espécies mais comuns são: BARATA ALEMÃZINHA - Pequena, com aproximadamente 1,5 cm de comprimento, vive em média 150 dias. Possui hábitos noturnos e esconde-se em locais próximos a sua fonte de alimento e umidade. BARATA AMERICANA - Conhecida popularmente como barata voadora ou barata de esgoto.

press to zoom
Formigas
Formigas

As formigas são divididas em três tipos: • Formigas rainhas: possuem asas e podem reproduzir fêmeas. Vivem aproximadamente de quinze a vinte anos. • Formigas machos: possuem asas e vivem apenas algumas semanas com o único intuito de reproduzir. • Formigas fêmeas estéreis: são as formigas operárias ou obreiras, reproduzem machos sem a necessidade de serem fertilizadas. As formigas carregam em suas patas bactérias e micróbios responsáveis por infecções intestinais e estomacais nos seres humanos.

press to zoom
Pernilongos
Pernilongos

Presente em áreas urbanas provoca principalmente, incômodo em função de suas picadas e por serem hematófagos, os pernilongos estão entre os maiores transmissores de doenças. A fêmea é quem pica, pois precisa de sangue antes de reproduzir-se. A boca do macho é muito fraca para dar a picada, e ele alimenta-se apenas do suco das plantas. A fêmea insere a ponta de sua probóscide, que funciona como uma seringa de injeção de dois sentidos. Um tubo injeta saliva anticoagulante e o outro suga o sangue.

press to zoom
Traças
Traças

São conhecidas como traças diversas espécies de insetos. Na área urbana destacam-se as traças dos livros, as traças das roupas e as de produtos armazenados. Traças dos livros são muito comuns em residências. Alimentam-se de substâncias com proteínas, amido e açúcar, podendo consumir cereais, farinhas, papéis, etc. Traças das roupas sofrem metamorfose completa, passando pelas fases de ovo, larva, pupa e adulto. Os ovos são depositados em tecidos e neles ficam aderidos.

press to zoom
Cupins
Cupins

Os cupins vivem em ninhos que podem ser construídos dentro de raízes, sob ou sobre troncos, no solo e, também, em construções, como paredes, rodapés e batentes de portas. As espécies mais conhecidas são: Cupins de madeira seca que vivem em madeiras com baixo teor de umidade, como portas, janelas, armários, entre outros. Raramente são encontrados em ambientes naturais e Cupins Subterrâneos que podem construir ninhos em árvores vivas, mas geralmente o fazem no solo ou em locais ocultos e úmidos.

press to zoom
Roedores
Roedores

A população de roedores é superior à humana nos grandes centros urbanos. Os ratos possuem hábito noturno. Isto significa que eles saem em busca de alimento somente durante a noite, uma vez que é o período mais fácil de obter alimento e menos perigoso também. Mais ainda, utilizam principalmente o tato, a audição e o olfato para a obtenção de alimentos e geralmente, os ratos encontram no nosso lixo doméstico seu alimento. Principal doença transmitida pelo ratos: Leptospirose.

press to zoom
Aranhas
Aranhas

Aranhas habitam praticamente todas as regiões do planeta, elas possuem órgãos sensoriais bem desenvolvidos. Na maioria das espécies a visão exerce um papel secundário no seu comportamento, têm hábitos domiciliares e peridomiciliares, o que favorece a ocorrência de acidentes com envenenamento humano por exemplo.

press to zoom